terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Quero ser médico, mas não posso ver SANGUE!

Olá queridíssimos leitores,
Quem já pensou em fazer medicina, mas (quase) desistiu por algum probleminha? Eu quaseee!  Intuitivamente, sempre senti vontade de fazer algum curso na área da saúde, menooos medicina (juro!!!!), afinal era só eu ver sangue ou alguém sofrendo com dor, que tudo ficava preto, um aperto no peito surgia, transpirava muito e tudo rodava. Isso mesmo, eu passava bem mal. Assim, até 4 anos atrás a medicina estava totalmente fora de cogitação na minha vida e por um bom motivo, não é mesmo?!

Olhem isso... "Os sintomas da hematofobia variam de indivíduo para indivíduo. Algumas pessoas desmaiam ao ver sangue, outras ficam trêmulas, fracas, enjoadas, tontas, a pressão cai, têm dor de cabeça, calafrios, falta de ar, boca seca e transpiração excessiva. Muitos ainda desenvolvem medo a todo tipo de objeto cortante e pontiagudo, como facas e agulhas, pois estão associados com sangramento." Será que eu era hematofóbica? Acho que sim (risos).

Resolvi compartilhar esta experiência com vocês, porque muitos pensam que "Ah, então você não vai aguentar ser médico" ou "será que você está na profissão certa?" Normal, afinal, já ouvi colegas falando isso para um outro colega que tem este mesmo probleminha que eu tive (sim, "tive", passado!), mas não posso generalizar, cada  pessoa é de um jeito, é claro, que muitos realmente não tem o dom da coisa. Acredito que quando queremos muito algo, nos esforçamos o máximo para conseguir alcançar o objetivo. Cada um tem seu "mas" e sabe das suas limitações. 
Graças a Deus, já superei 99% deste desafio, fazer o curso de farmácia me ajudou, e agora, no 5º ano e já vi muita coisa, o tempo me ajudou a fortalecer isso. Hoje, por exemplo, vi um paciente que chegou no hospital com laceração da mão por moto serra (tensooo!). Semana passada, praticamente fiz uma cirurgia plástica no dedo de uma menina. E por ai vai, o segredo é enfrentar o problema, pois aos poucos a gente acostuma, pode acreditar. Lógico, que não vou escolher uma área tão "emocionante", assim depois de formada, não sou tão aventureira (risos), prefiro atender e conversar com os pacientes.

"Ser médico é colocar em prática o amor ao próximo a cada instante" Dr. Antonio Carlos Lopes

37 comentários:

  1. Ola...queria te perguntar uma coisa...
    como foi sua decisão pela medicina após cursar farmácia? (vc conseguiu elimar mts disciplinas?? quais?)
    minha situação é parecida, sou biomédica recém formada mas quero fazer medicina... mas essa escolha é bem complicada...vc deve saber..afinal passou pelo mesmo...bjos

    ResponderExcluir
  2. Olá Juliana! Alguns fatores contribuiram para eu pensar em fazer medicina. Tomei a decisão mesmo após assistir uma aula na medicina com minha amiga que já cursava. Para falar a verdade, não pensei muito, em menos de 1 semana da "decisão" comecei o cursinho para passar no vestibular. Aproveitei várias matérias, principalmente no começo, então ganhei 1 semestre de curso, fiz o 1º e 2º semestre juntos, entendeu? Isso varia de uma universidade para outra. Uma dica, se você tem condições de fazer, não pense, faça!Não me arrependo nem um pouco :) Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Vanessa, estou no primeiro ano de medicina e também tenho minhas restrições quando o assunto é sangue. É muito bom saber de histórias de superação como a sua, espero que o mesmo aconteça comigo (: parabéns pelo blog, adorei

    ResponderExcluir
  4. Olá Talita!!! Obrigada :)segredo é enfrentar este probleminha chato e se passar mal, não desistir. Sucesso ;*

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho esse probleminha em ver sangue ... E quero ser médica , estou em dúvida se no meio da faculdade eu desistir por nao aguentar ou algo do tipo ; Eu queria muito saber se é possivel tirar este problema e ser médica , ex: Ortopedica

    ResponderExcluir
  6. Olá Suellen! Confesso que não é fácil superar isso, pois não depende só da gente. Existem diversas áreas que depois de formada você não precisa conviver com o sangue diariamente rsrs. Sucesso!

    ResponderExcluir
  7. Tenho esse problema, estou seriamente pensando em cursar algo relacionado a medicina, mesmo ainda não sabendo o que exatamente. Mas não suporto ver sangue, se alguém se corta mesmo que seja com papel, me da um enjoo chato. Por isso estou exitando.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Fernanda! Eu sei bem como é este enjoo (risos). Com o tempo acostuma, o importante é conhecer seu limite e buscar maneiras de superar, já que deseja cursar medicina. Sucesso!

      Excluir
  8. Pois é cara, eu quero ser veterinária, é um médico também, não é? Eu tenho nojo quando vejo sangue, e tenho medo de agulhas e coisas pontiagudas, estava vendo algumas cirurgias achei nojento, mas ai pensei, que na vida real não seria tão nojento, é estranho dizer isso '-' , mas ver aquele sangue no vídeo do YouTube que estava ENORMEMENTE, não sei, mas desejo curar esse medo vendo vídeos, coisas que me encorajem, por que eu amo muito muito mesmo os animais :)

    ResponderExcluir
  9. Oi Vanessa.
    Bom, o meu caso é bem parecido com o dos comentários anteriores. O meu medo de sangue me levou a ter medo de agulhas ou qualquer objeto cortante mesmo. O problema é que esse meu medo é muito forte, a ponto de desmaiar logo quando vejo algo relacionado ou até mesmo em escutar uma experiência com acidente e tal. Enfim, estou no ultimo ano do ensino médio fazendo pré vestibular e estou dividida entre duas opções: medicina e direito. Tudo que me mostraram sobre medicina foi apaixonante, mas fico com receio dessr meu medo. Acredito que se eu fizer direito, não serei tão feliz assim. O que vc acha? Vale a pena tentar? Me disseram que só eu poderia acabar com esse medo mas como se ver o sangue não faz parte do meu cotidiano?
    De qualquer maneira, muito obrigada. Sucesso!
    Pâmela Esteves

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pâmela, como você mesmo viu, não estamos sozinhas (risos), para minha surpresa,muitos sofrem deste mal. Acho que cada um tem seu limite e nada melhor que respeitá-lo,certo? Acredito que existem várias formas de "acostumar" ou "aprender a conviver" com o sangue, uma delas é enfrentá-lo sim, mas nada que se transforme em trauma, entende?
      Espero que escolha o melhor caminho para você.
      Sucesso!

      Excluir
  10. Oi Vanessa, nunca soube ao certo o que fazer... curso engenharia da computação, no entanto acho que me dei conta que gosto apenas de usar o computador não programar ou resolver problemas de empresas... Devido a isso, não estou me aplicando o suficiente no curso e sei que mesmo se eu me aplicar as chances de conseguir um emprego com um salário muito bom como eu quero são praticamente impossíveis. Gosto muito de ajudar as pessoas, mas tenho um medo muito grande do ambiente hospitalar. Minha família quer muito que eu faça Medicina, principalmente minha mãe. Eu sei plenamente que o que me impede de cursar medicina é esse medo. Medo de não conseguir desempenhar meu trabalho corretamente. Medo de ver pessoas morrerem, sem contar com pessoas cortadas, barrigas abertas, etc. Mas também não quero ser um engenheiro frustrado, ganhando uma mixaria e com aquele pensamento "E se eu tivesse feito medicina?". Estou estudando pro Enem, mas a todo instante penso nessas coisas.

    ResponderExcluir
  11. Tenho uma dúvida também, não tem tanto a ver com o assunto, mas é relacionado a meus medos também. Já ouvi comentarem que durante o curso de medicina os estudantes tiram sangue dos colegas de curso, isso é verdade?? Eu odeioo tirar sangue, mesmo com alguém já experiente, imagina com algum colega de curso que nunca fez isso. Então, é verdade??

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Realmente, isso acontece, afinal precisamos aprender e nada melhor que o colega para treinar e ele treinar na gente.
    No meu caso, durante o curso de injetáveis na faculdade de farmácia, isso aconteceu com mais frequência, não só para coletar sangue, mas treinar aplicação de injeção em vários músculos apropriados do corpo.

    ResponderExcluir
  13. olá!
    desde pequeno eu quero ser médico, porém eu tenho medo não de sangue, mas de ver feridas, órgãos expostos, essas coisas. Você acha que também posso superar isso como você superou seu medo de sangue ou no meu caso é mais complicado?

    ResponderExcluir
  14. BOM DIA ..
    RECENTEMENTE COMECEI A ACOMPANHAR SEUS POSTS, E CONFESSO QUE ME INTERESSEI BASTANTE AFINAL MEU SONHO E ME FORMAR EM MEDICINA, MAS ENFIM OQUE EU GOSTARIA DE TRATAR E QUE APESAR DE MEU AMOR PRECOCE (POIS DESDE MUITO PEQUENO ALIMENTO ESSA IDEIA DE SER MÉDICA) PELA MEDICINA POSSO DIZER QUE TENHO CERTA FOBIA A AGULHAS, PÂNICO MESMO E ALGO TORTURANTE AO VER ALGUÉM SENDO FURADO OU PENSAR QUE VÃO ME FURAR .. MAS O QUE EU GOSTARIA DE SABER E SE REALMENTE ISSO É UM PROBLEMA PARA PROFISSÃO OU SE POSSO SUPERAR ..

    ResponderExcluir
  15. Olá Gabi! Cada um tem seu limite, mas acredito que com a rotina acabamos nos acostumando e aprendemos a lidar melhor com isso. Sucesso!!!

    ResponderExcluir
  16. Olá Vanessa!!!
    Em qual faculdade você cursou farmácia?? e onde estuda medicina??
    tbm sou farmacêutica e estou querendo cursar medicina, nenhuma faculdade que procurei elimina matéria, por isso gostaria de saber a sua.
    sofro do mesmo medo :/
    espero que o meu melhore tbm, estou na duvida em fazer ou nao...
    obrigada!

    ResponderExcluir
  17. Olá Lilian, tudo bem? Cursei os 2 cursos na mesma universidade (Universidade de Cuiabá), mas notei que com o tempo a grade curricular muda, mudam os nomes das matérias, assim realmente fica difícilaproveitamento. Sucesso!

    ResponderExcluir
  18. Oi, em qual período de farmacia vc treinou injetáveis? Vcs tiravam sangue e davam injeções nos próprios colegas?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol! Se não me engano foi no 4 ano de farmácia. Sim, após todo o curso teórico de injetáveis treinavamos uns nos outros, geralmente eramos divididos em dupla. Foi assim que aprendi, nada como a prática para aprender! Beijos

      Excluir
  19. queria fugir um pouco do assunto de medo de sangue... eu estou em duvida sobre fazer medicina pela questão da jornada de trabalho e dos sacrifícios que se tem que fazer, bem é o q dizem,, então! o medico realmente trabalha muito e por vezes tem q deixar de estar com a família para trabalhar? ou isso e escolha dele para ganhar mais?

    ResponderExcluir
  20. Ola vanessa! Oque me desanima em fazer medicina é o tempo 10 anos e ainda mestrar .vale apena fazer se for olhar o tempo?porque as pessoas ja estarão com emprego eu estudando ainda.Me ajude Por favor!!!

    ResponderExcluir
  21. Olá,
    Em 2013, concluí meu último ano de ensino médio e passei no vestibular de medicina.
    Sempre tive interesse nessa área, e acho que posso ajudar muita gente assim. Porém, uma das minhas limitações e que mais tenho medo que possam interferir na minha formação é relacionada a sua postagem - não tenho problema nenhum em ver sangue, porém, em algumas situações envolvendo cortes e lacerações (mas nem todas) eu acabo passando meio mal, e em alguns casos quase chego a desmaiar.
    Começo o curso em agosto, tem alguma dica pra que eu possa melhorar isso até lá?
    PS: há algum tempo era pior, agora já consigo até assistir algumas cirurgias no youtube e na TV :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá João! A dica é enfrentar essa limitação dia após dia. O meu caso era "pior" que o seu, mas aos poucos vamos conseguindo superar isso. Parabéns! Bom curso!!!

      Excluir
  22. Oii,sou pré vestibulanda,Medicina é meu sonho. Porém,sou muito emotiva,choro com muita facilidade,você tem alguma dica em relação á isso? Obrigada e sucesso.
    Amei seu blog. Larissy Araujo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Larissy. Obrigada! Olha, der emotiva nem sempre é sinônimo de sofrimento na medicina, pode até levar você ter atitudes mais humanas. Sucesso! Beijos

      Excluir
  23. Vanessa, penso da mesma forma que você e tenho ctz q nossas historias serão parecidas. Tenho 30 anos e vou iniciar no meio do ano (ja com 31) este belo curso. Que Deus me guie e que eu perca esse "medo" o qnt antes. Sucesso! Beijao! Allan

    ResponderExcluir
  24. Ola, Vanessa.
    Faço Farmácia estou no 4 periodo rs tenho uma duvida, tenho ouvido falar que se vc tem o CRF vc nao pode ter o CRM, e que se voce fazer medicina voce estara anulando a farmacia isso e verdade?

    ResponderExcluir
  25. Olá Leice! Realmente, depois de cursar medicina o médico se inscreve no CRM, então não poderá trabalhar como farmacêutico, não terá CRF. Acredito que se um dia quiser deixar de ser médico e voltar a atuar como farmacêutico também pode, pois o mesmo concluiu este curso, basta apresentar novamente a documentação. Enfim, é algo que pouco preocupa quem tem os dois diplomas.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vanessa,meu interesse pela medicina surgiu depois que meu namorado fez cirurgia no coração e passou pela uti,e fui saber sobre os médicos no Brasil e precisa muuuuuuuuuuuuuuito de médicos meu sonho sempre foi arquitetura e nunca cogitei a ideia de fazer medi porque tenho pavor a sangue sempre desmaio mas com oque me disse me dá esperança de tentar quero muito ajudar as pessoas se bem que uma só não muda mas faz a diferença

      Excluir
  26. catia gallimberti24 de maio de 2014 14:00

    Boz tarde Vanessa tb tenho um probleminha quando vejo traumas fica td escuro zumbindo o ouvido mas me matriculei no cruso de medicina veterinaria mas nao tenho dificulade em tirar sangue nem em dar injeçao vacino todos meus caes mas quando vejo os bichinhos machucados acontece isso me de uma opiniao

    ResponderExcluir
  27. catia gallimberti29 de maio de 2014 13:08

    Boa tarde Vanessa estou a muito tempo fora da escola mas agora decidi estudar e decidi fazer medicina veterinaria sempre gostei muito fiz a uns anos alguns meses de enfermagem e vi que a area humana eh que realmente o que gosto mas o grande problema e que quando vejo acidentes cortes me da um zumbido no ouvido e parece que to tomando uma anestesia vai tudo sumindo mas quando vejo fotos de acidentes nao tenho nada so quando vejo pessoalmente vc acha que vou conseguir superar e continuar pq so quero ajudar a comunidade

    ResponderExcluir
  28. Olá. tudo bem? Sou Farmacêutico recém formado e sonho em ser médico, porém por diversas dificuldade encontradas, não pude até agora realizá-lo. Gostaria de saber de você, se é possível conciliar a faculdade de medicina com o trabalho de farmacêutico. Agradeço muito se me ajudar. Estou nesse dilema...

    ResponderExcluir
  29. Olá juliana eu estou na 7 serie e quero muito ser medica mas... e uma coisa que cobra muito de uma pessoa a atenção e uma coisa que não tenho mas logo faço quatorze anos e tenho duvidas de fazer a prova que tanto quero fazer da aeronáutica e preciso me decidir você poderia me dar umas dicas?

    ResponderExcluir
  30. Ola, Vanessa
    Meu sonho é ser Pediatra pois amo crianças, porém, meu problema não é ver sangue, mas ver aquela pessoa sentir dor, tenho muita dó, sou emotiva e acho que não conseguiria fazer uma cirurgia, cortar uma pessoa, principalmente crianças, o que eu faço pra superar esse medo ?
    Ana clara

    ResponderExcluir
  31. Ola bom dia!! Eu estudo no segundo ano do ensino medio e pretendo cursar medicina quando eu formar...mas tenho medo do meu lado emocional,e tenho agunia de cortes.Mas gostaria muito de conseguir fazer pois nao tenho nenhum problema cm sangue,pelo contrario gostaria de salvar mts vidas...entao to um pouco cm duvidas!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...